Fundação Caterpillar: Ajudando a Cuidar do Planeta

22 de abril de 2022

O tema do Dia da Terra deste ano é Investir em nosso Planeta e a Fundação Caterpillar está investindo em várias regiões do mundo – da África Subsaariana ao Sudeste Asiático, do Brasil aos Estados Unidos – para que nossos ecossistemas e comunidades prosperem à medida que ajudamos a construir resiliência diante das alterações climáticas.

As organizações parceiras da Fundação estão comprometidas com a inovação e desenvolvendo soluções flexíveis ​​e exclusivas para enfrentar alguns dos maiores desafios da Terra, como a vulnerabilidade a desastres naturais, risco climático extremo e degradação do ecossistema. Esses exemplos estão representados em três projetos em execução no mundo e que expressam ideias voltadas para o futuro e centradas nas pessoas nas quais nossa Fundação se orgulha de investir.

SOLUÇÕES BASEADAS NA NATUREZA PARA AJUDAR A POPULAÇÃO EM CRESCIMENTO DA ÁFRICA SUBSAARIANA

O que são soluções baseadas na natureza?

São projetos que protegem ou restauram um ecossistema para que a comunidade que nele vive torne-se mais forte, resiliente e sustentável. Essa abordagem ecossistêmica – que pode incluir, por exemplo, o reflorestamento e manejo sustentável de florestas, a preservação de pântanos e a restauração de habitats marinhos – é a base da infraestrutura natural e do trabalho de sustentabilidade da Fundação Caterpillar.

O problema

A região da África Subsaariana, uma das mais vulneráveis ​​às mudanças climáticas, tem a maior desigualdade de riqueza do mundo e precisa de desenvolvimento da infraestrutura para prover serviços básicos a mais de 1,2 bilhão de pessoas. A população regional deverá crescer para 2,5 bilhões até 2050, pressionando significativamente os recursos já limitados e triplicando a demanda de água até 2030.

A resposta

O World Resources Institute, com entidades parceiras na localidade, trabalha em conjunto para avaliar oportunidades de investimento em soluções baseadas na natureza da região. Essa parceria desenvolverá uma avaliação precisa da paisagem que ajudará a liberar bilhões de dólares em financiamento climático e de desenvolvimento para beneficiar mais de 430 milhões de habitantes, auxiliando a região a se adaptar aos efeitos das mudanças climáticas e fornecer melhor acesso a serviços importantes, como água potável e saneamento.

river in African community
De

Crédito: WRI

river in African community

FERRAMENTA DE ANÁLISE DE CUSTO-BENEFÍCIO PARA APOIAR A INFRAESTRUTURA “VERDE-CINZA” 

O que é infraestrutura verde-cinza?

A infraestrutura verde, como pântanos e florestas, tem suas próprias soluções naturais para o controle de enchentes e segurança hídrica. Mas para comunidades expostas a riscos climáticos extremos, a infraestrutura verde por si só pode não fornecer a proteção adequada. A infraestrutura cinza convencional, na forma de diques e barragens, pode fornecer proteção, mas geralmente tem um custo proibitivo e pode criar impactos negativos não intencionais. Ao combinar a conservação “verde” com técnicas de engenharia “cinza”, as comunidades podem incorporar os benefícios de ambas as soluções.

O problema

Comunidades vulneráveis ​​em todo o mundo estão cada vez mais expostas às ameaças climáticas, já afetando vidas e infraestrutura de maneira sem precedentes. No Brasil e México, muitos projetos de infraestrutura convencionais ainda não consideram fatores como conectividade hídrica durante o projeto, o que resulta em fragmentação de habitats e mudanças nos processos de sedimentação. Isso resulta em perda da biodiversidade e impactos negativos para as comunidades locais que dependem da pesca, agricultura e do turismo.

A resposta

Com o apoio da Fundação Caterpillar, a organização global Conservation International e seus parceiros locais desenvolverão uma “Ferramenta de Infraestrutura Verde-Cinza” no México e em parte da região norte do Brasil, abrangendo Amapá e Pará e ainda porções da Guiana Francesa, Guiana e Suriname. Esta ferramenta incluirá um guia do usuário detalhado e totalmente transparente, descrevendo metodologias, dados e suposições básicas. Ao quantificar esses cobenefícios no Brasil e México, a ferramenta criará o caso de negócios necessário para catalisar o investimento global em soluções de infraestrutura natural.

mountains, trees, lake
De

Crédito: Blue Forest Conservation

mountains, trees, lake

MODELOS INOVADORES DE FINANCIAMENTO PRÓ-CLIMA

O que é financiamento inovador?

O financiamento inovador é uma série de mecanismos não tradicionais de arrecadação de fundos para ajudar no desenvolvimento por meio de projetos inovadores, como microcontribuições, impostos, parcerias público-privadas e até transações financeiras de mercado.

O problema

Mais de 170 mil quilômetros quadrados de terra precisam de tratamento para reduzir o risco de incêndios florestais. Em estados norte-americanos como Washington, Colorado e Califórnia, incêndios devastadores destroem prédios, meios de subsistência e até vidas. A Blue Forest Conservation iniciou o projeto Forest Resilience Bond para preencher a lacuna para a tão necessária restauração florestal, empregando capital privado nunca antes explorado para financiar projetos de infraestrutura natural em terras públicas. Este projeto tem o potencial de conectar os milhões de quilômetros que precisam de financiamento para que as obras de restauração aconteçam.

A resposta

Em Sierra e Yuba, cidades na Califórnia, o Forest Resilience Bond impactará positivamente 81 mil moradores, criando mais de 200 empregos locais e fornecendo energia hidrelétrica, água potável e controle de enchentes para mais de 30 mil pessoas.

A Fundação Caterpillar acredita no valor econômico e social de conservar, proteger e reconstruir nossa infraestrutura natural e é por isso que estamos financiando grandes ideias necessárias para investir em nossa terra. Em 2022, a Fundação tem até agora 35 programas ativos de infraestrutura sustentável em andamento, comprometendo mais de US$ 1,8 milhão em prol da Terra. Juntamente com seus organismos parceiros, esses programas removerão, sequestrarão ou capturarão mais de 75 mil toneladas de carbono e restaurarão mais de 2 mil quilômetros de área até a conclusão desses programas.