Engenheiro da Caterpillar montou uma fábrica de máscaras de proteção em casa

Logo pela manhã, enquanto seu filho Theo de um ano ainda dorme, Marcus Morbidelli despede-se da esposa e segue sua rotina ao mesmo tempo em que muitas pessoas são forçadas a permanecer em casa para ajudar no combate à pandemia do coronavírus. O trabalho que ele e seus colegas desempenham na Área de Qualidade das máquinas Cat®, na planta de Campo Largo/PR, é considerado essencial e não pode parar. Ele garante os equipamentos que mantém a infraestrutura indispensável para comunidades em todo o mundo e a manutenção de sistemas básicos que devem continuar.

Mas nesse momento tão crítico para a sociedade, Marcus resolveu mudar algo na sua rotina e fazer algo além pelas pessoas na frente de batalha contra a Covid-19. “Tentei colocar-me no lugar daqueles que estão mais expostos ao risco de contaminação. Nem todos têm em seus trabalhos as condições que encontro no meu para proteção individual, por isso, resolvi ajudar”, explica.

Ao final do dia, no tempo em que está de volta à família, ele tem se dedicado à fabricação de máscaras de proteção facial, do modelo face shield, feitas na impressora 3D que tem em casa. Marcus é formado em Engenharia de Produção Mecânica e possui a impressora há três anos como forma de estudar a tecnologia e desenvolver produtos como hobby. Com ela, já produziu mais de 30 máscaras, as quais tem sido doadas para profissionais de saúde em Curitiba/PR.

Sob o olhar do filho Theo, Marcus opera a impressora 3D. Sob o olhar do filho Theo, Marcus opera a impressora 3D.
Sob o olhar do filho Theo, Marcus opera a impressora 3D.

Escola apoiada pela Caterpillar produz máscaras

SAIBA MAIS